terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Gols de Letra

Foto: Vilmar da Rosa
O PMDB está com os dias contados no governo Yeda Crusius (PSDB). A saída foi acelerada pelo anúncio do nome de José Fogaça como candidato do partido ao Palácio Piratini. Mesmo com uma ala tucana pressionando para que a debandada dos aliados seja geral, dificilmente isso deverá acontecer. Repor personagens que já estão no embalo do governo e que possuem absoluto controle da área que servem, se constitui como principal obstáculo da baixa generalizada pretendida.

Como exemplo desta realidade pode ser citado a Fundação de Esporte e Lazer do RS (Fundergs). Ligada à Secretaria Estadual do Turismo, a Fundergs tem na figura do tapense Italgani Mendes - diretor técnico -, o responsável pela inédita exposição positiva do órgão. Pelas ações desenvolvidas, seja sozinha, seja em parceria com as prefeituras, a Fundergs passou a ser mais conhecida – principalmente no Interior.

Ao encarar de maneira incisiva o Programa Segundo Tempo, no estado executado pela Fundergs, Italgani marcou um golaço. Pelo seu empenho, 19 mil alunos de 32 cidades gaúchas vêm sendo beneficiados pelo projeto. Através dele, crianças e adolescentes com idades entre 7 e 17 anos praticam atividade esportivas em turno inverso ao das escolas que freqüentam, além de receberem materiais, recursos e lanches. Os prefeitos, claro, aprovaram sem restrição a iniciativa.

O Segundo Tempo e outras ações da Fundergs, coordenadas pelo peemedebista Italgani, ajudaram a reforçar uma das trilhas de maior êxito seguidas pelo governo Yeda, cujo resultado é a próspera relação com os municípios.

Aos 43 anos e com excelente trânsito em variados setores, principalmente no esportivo, Italgani Mendes também foi o responsável pela recente inserção do Guarany de Camaquã no futebol profissional. Isso só foi possível graças à sua boa relação com o presidente da Federação Gaúcha de Futebol (FGF), Francisco Noveletto. Os títulos do Guarany e sua passagem pela Ulbra ajudaram a cimentar o caminho.

Leg