quarta-feira, 2 de setembro de 2015

ALAOR LEVA BOLA NAS COSTAS DE NOVO E PMDB DE ARAMBARÉ SE ESGUALEPA


O ex-prefeito de Arambaré Alaor Pastoriza e o seu ex-secretário da Saúde Diego Chamorro (na foto recebendo a chave) quebraram os pratos de vez.  A gota d’água pingou neste final de semana, quando o PMDB local se reuniu para escolha do novo diretório da sigla. Coordenador do processo eleitoral, Diego trabalhou para indicação de Carlinhos “Paulista”, que pela proximidade lhe dá mais segurança para vencer uma eventual disputa convencional para escolha do candidato a prefeito em 2016.

O movimento de Diego, que também não teria respeitado um prazo estatutário para reeleger o novo presidente, causou repulsa nos peemedebistas fieis a Alaor, entre os quais vereadores, que acabaram  boicotando o encontro de sábado.
Os desdobramentos do final de semana desgostaram mais ainda  Pastoriza, que deverá estar pegando o boné e trocando de grupo. Porém, leva com ele um bocado de apoiadores e algumas centenas de cestos de votos.

Originário do PDT, Alaor se filiou no PMDB após perder a preferência da candidatura em 2000 para o seu também ex-secretário José Carlos Rassier, que acabou sendo reeleito após ser lançado, apoiado e eleito por Alaor em 1996. Em 2004, Alaor voltou à Prefeitura pelo PMDB. Ao se tornar  próximo do deputado Mendes Ribeiro Filho, nos dois mandatos que se seguiram fez uma revolução na infraestrutura de Arambaré, por conta das emendas parlamentares assinadas pelo falecido deputado. O balneário nunca inaugurara tantos calçamentos de ruas e obras como o ginásio de esporte de Santa Rita, sem falar no projeto de Irrigação da Costa Doce.


Na última eleição, como não podia ser candidato, já que tinha cumprido dois novos mandatos, Alaor apostou suas fichas em Diego, seu secretário da Saúde e neto de uma fiel colaboradora da área da Saúde. Mesmo com o governo na crista da popularidade, Alaor não conseguiu transferir isso a Diego, que perdeu o pleito para Joselena Scherer (PDT), atual prefeita.  


Uma coisa é certa: Alaor “tem sorte” para secretários infiéis. Aconteceu com Rassier, agora acontece com Diego. A diferença é que Rassier era prefeito quando rompeu com Alaor. Já Diego é um candidato que disputou uma eleição, sem êxito. Numa hipotética competição eleitoral entre Joselena, Alaor e Diego, algo é certo: a divisão favorece Joselena. Entretanto, deve se levar em conta o capital político acumulado por Alaor, em todos estes anos de Arambaré. E ele não é pequeno.         

4 comentários:

  1. ALEX SOARES leva BOLA NAS COSTAS com informação incorreta; Segundo informações de Assessores do PMDB o Ex Prefeito ALAOR é o membro mais considerado dentro do Partido, inclusive sendo dele ALAOR a indicação do nome de CARLINHOS "PAULISTA" para Presidente do Partido e que o que ocorreu foi a Eleição da Executiva e que o nome de ALAOR como futuro Candidato não está descartado. É mais uma intrica da oposição.

    ResponderExcluir
  2. Quem escolheu o nome de Carlos Guedes (Carlinhos Paulista) foi o próprio Alaor e o nome foi aprovado por todo Diretório Municipal que acabava de ser empossado. Quanto aos prazos também estavam todos dentro do que determinava o Diretório Estadual. Notícia falsa para desestabilizar o Partido? Qual é a intenção desta página?

    ResponderExcluir
  3. Tudo piada.....? Ou rascunho de novela mexicana?

    ResponderExcluir
  4. Tudo piada.....? Ou rascunho de novela mexicana?

    ResponderExcluir

Leg